LOCALIZAÇÃO DE LEITORES


web site estatísticas

quinta-feira, 26 de abril de 2012

O FIM DOS INCOMPETENTES.





Estamos no último e interminável ano do mandato desastroso do pior prefeito da história de Floriano. Tantas coisas ruins que ele foi capaz de fazer em nossa cidade que não daria para descrever todas elas aqui, afinal são oito anos de descaso e incompetência.

Mas esta mais recente notícia nos mostra claramente o tipo de coisa que ele é craque em fazer. Somos mais uma vez a cidade do interior com maior número de casos de dengue em nosso estado. Somos várias vezes campeões graças a incompetência dele.

No Piauí há algumas cidades com população superior à nossa e mais complexas e com problemas maiores de infraestrutura, por isso digo que ninguém pode vencer a incompetência. Pois mesmo em desvantagem esse prefeito medíocre conseguiu mais uma vez fazer de nossa cidade campeã em número de casos de dengue.  

Ao invés de gastar o dinheiro da saúde com a saúde da população ele vai gastar 1 milhão de reais com propaganda. Por dois motivos: 1- tentar desfazer a imagem indelével de incompetente através de falácias veiculadas pelos meios de comunicação; 2- satisfazer as necessidades dos amigos e donos dos meios de comunicação que necessitam e vivem, basicamente, das verbas publicitárias da prefeitura.

Enquanto isso, pessoas morrem em decorrência do descaso com a saúde da população. Anos passado um homem morreu com suspeitas de dengue hemorrágica. Neste ano, morreu um rapaz vítima comprovada de dengue hemorrágica. Sem mencionar os outros tipos de dengue. É terrível viver sob essas condições e expectativas.

Mas é assim que o prefeito mais incompetente da história da cidade vai terminar seu malfadado mandato: melancolicamente. Seus “aliados” políticos estão prontos a abandonar essa canoa que está fazendo água no final da tenebrosa travessia de seu incompetente mandato. Ele vai terminar só.

Leia abaixo reportagem do portal Cidade Verde (clique AQUI) denunciando mais um descaso da administração do pior prefeito que esta cidade já teve. 


"PIAUÍ REGISTRA 3ª MORTE POR DENGUE E CASOS JÁ ULTRAPASSAM OS 3.600

A vítima foi uma mulher de União. O Laboratório Central confirmou a morte por dengue hemorrágica.

25/04/12, 10:00

O Laboratório Central de Teresina confirmou hoje a terceira morte por dengue no Piauí. A vítima foi uma mulher de União. No Estado, já são mais de 3.600 casos da doença, sendo Teresina, a cidade com maior índice de infestação do mosquito Aedes Aegypti.

Além de União, foram registrados casos de mortes em Floriano e Teresina. Atualmente, os maiores focos da doença são encontrados dentro das residências.

No período chuvoso, a proliferação da dengue aumenta com a facilidade dos criadouros nos quintais e dentro de casa.

Tratamento

Entende-se como parte do tratamento a hidratação do paciente. A dengue é uma doença que faz a pessoa perder muito líquido. Por isso, é preciso beber muita água, suco, água de coco ou isotônicos. Bebidas alcoólicas, diuréticas ou gaseificadas, como refrigerantes, devem ser evitadas.

Diagnosticar a dengue com rapidez é uma das chaves para combater a doença com maior eficácia. O primeiro passo para isso é conhecer como a infecção se manifesta. Se os sintomas forem reconhecidos, é fundamental procurar um médico o mais rápido possível. Em geral, a doença tem evolução rápida e benigna: saber antes pode fazer a diferença entre a ocorrência de um mal menor e consequências mais graves, principalmente no caso de crianças.

Existem quatro tipos do vírus da dengue: O DEN-1, o DEN-2, o DEN-3 e o DEN-4.

Veja os municípios com maiores índices de dengue:

Floriano (222 casos)

Teresina (2018 casos)
Piripiri (138 casos)
Pio IX (54 casos)
Jose de Freitas (71 casos)
Sebastião Leal (12 casos)
Água Branca (48 casos)
S. Raimundo Nonato (155 casos)
Beneditinos (96 casos)
Caracol (63 casos)
Campo Maior (22 casos)
Jurema (12 casos)
Oeiras (74 casos)
Pedro II (40 casos)
Picos (26 casos)
Ribeiro Gonçalves (30 casos)
Miguel Alves (48 casos)
Dirceu Arcoverde (27 casos)"

Flash Yala Sena



"É BOM COMER FARINHA".





Sobre a postagem “Fim melancólico, mas ideal” eu disse que a base “aliada” do pior prefeito da história de Floriano estava agindo de forma contrária à sua “orientação” e este seria o comportamento que determinaria a conduta dos vereadores até o final melancólico do mandato do prefeito mais incompetente que esta cidade já teve.

A dita “aliança” está valendo para as votações mais importantes e urgentes (talvez nem mesmo estas), mas as que não forem tão importantes e nem tampouco urgentes serão postergadas e, quando votadas, receberão votos aliados à oposição para derrotar esse prefeito incompetente.

Quando eu disse isso na postagem referenciada que ali havia uma demonstração de insatisfação do grupo em relação ao “cada um por si” que o prefeito do descaso e da incompetência determinou em relação ao tratamento aos pleitos dos vereadores “aliados” juntos à sua administração, estava falando de só mais um exemplo concreto que vem demonstrar essa tese.

Mas um leitor me enviou emeio alertando que essa “rebeldia” da base “aliada” já havia se manifestado anteriormente no começo de abril deste ano quando os vetos do pior prefeito de Floriano às leis que instituem eleição para diretores de colégios municipais (Lei nº. 609/2012) e a do plano de cargos e salários dos servidores em educação (Lei nº 608/2012) foram derrubados e o autoritarismo encolerizado desse prefeito foi demonstrado descaradamente.

Aí, neste ato, os vereadores começaram a mostrar que se forem rifados ou entregues à própria sorte darão o troco e este pode vir da forma mais dura que um grupo de “aliados” pode revelar quando os integrantes têm seus interesses contrariados. Eles poderão, também, abandonar esse prefeito incompetente na fase final do triste, melancólico e indelével (pela suprema incompetente e descaso) mandato.

E quando todas as acusações de malfeitos que, segundo a imprensa, a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e Controladoria Geral da União estão investigando começarem a chegar nas fases de julgamentos ele estará sozinho e abandonado pelos “aliados” que serão chamados de “traíras”. Quando, na verdade, a “trairagem” terá começado no momento que se disse: “Cada um que se cuide daqui pra frente”.


quarta-feira, 25 de abril de 2012

VIDA AUTÊNTICA.



Mais uma vez no Brasil se faz silêncio à crítica através da encomenda da morte de jornalistas e blogueiros. Não é mais relevante a notícia de que quem foi criticado no exercício de funções públicas tente calar a crítica através de processos visando constranger aquele que avalia a ação dos que exercem poder, ou algum tipo de poder, nas esferas da democracia republicana. Se fala somente nos que são assassinados, por enquanto, pois logo, logo se tornará banal também.

Dessa foi no Maranhão. Todo mundo sabe, todo mundo viu, ou pelo menos deveria ter tomado conhecimento, pois até a imprensa internacional repercutiu o fato em escala global.

Mais uma vez pessoas ligam pra mim, enviam emeios e fazem comentários pessoalmente sobre esse tipo de crime. Todos, sem exceção, perguntam se não tenho medo de que aconteça comigo também.

Medo, não tenho. Não tenho medo de morrer, pois tenho, ao longo da vida, aprendido a viver. E quando autenticamente se aprende a viver se aprende a morrer também. Parece paradoxal, mas é assim mesmo. Leia um pouco de HEIDEGGER, ou leia este texto AQUI.

Mas se algo ocorrer comigo todos já sabem a quem acusar. Não há outros que possam fazer algo comigo. E, no entanto, só fará se for à traição. Aliás, o que é redundante em se tratando de gente desqualificada e covarde como essa. São autoritários desclassificados que se escondem atrás de outros para praticar malfeitos de toda ordem.
Leiam texto do Portal AZ sobre o caso do DÉCIO SÁ.  


"CASO DÉCIO: POLÍCIA PROCURA SUSPEITO RECONHECIDO ATRAVÉS DE FOTO

quarta, 25 de abril de 2012

A Secretaria de Segurança do Maranhão já tem o nome do principal suspeito do assassinato do jornalista e blogueiro Décio Sá, executado com seis tiros de pistola na noite de segunda-feira (23), no bar Estrela do Mar, na Avenida Litorânea. Desde o final da tarde de ontem (24), uma verdadeira caça está sendo empreendida ao suspeito.

A polícia chegou ao suspeito depois de conseguir imagens do circuito externo de um prédio localizado no Calhau, onde ficou estacionado o veículo que resgatou o executor logo depois que ele abandonou a moto usada no crime. As imagens levaram à foto de uma determinada pessoa que foi reconhecida por testemunhas com quase 90% de certeza.

Morro

Depois de assassinar Décio Sá, o executor pegou a moto do outro lado da pista. O acusado abandonou o veículo antes do radar da Avenida Litorânea, para despistar a Polícia, que, baseada nas informações colhidas no local, diligenciaria à procura de duas pessoas numa moto.

Ao deixar a moto, o executor subiu um morro, passou por um grupo de evangélicos, deixou cair o carregador da pistola, e pegou outro veículo que estava parado em frente a um edifício residencial, com circuitos interno e externo de câmeras. Essas imagens foram repassadas à polícia, que, a partir delas, chegou à foto do suspeito e levou para reconhecimento.

Uma fonte da Secretaria de Segurança garantiu ao Jornal Pequeno que o suspeito número um foi reconhecido através da foto com quase 90% de certeza. E que a polícia já estava diligenciando no sentido de capturar o suspeito. Até o fechamento desta edição as buscas não haviam obtido sucesso.

Fonte: Jornal Pequeno

Retrato falado revela que assassino de Décio tem características indígenas
O Disque Denúncia do Maranhão divulgou nesta terça-feira (24), informações sobre o principal suspeito de matar o jornalista Décio Sá. De acordo com o retrato falado, o assassino possui características indígenas.

Uma campanha para a identificação e localização do assassino do jornalista e blogueiro Décio Sá. O Instituto Brasileiro de Combate ao Crime (IBCC), responsável pelo gerenciamento da Central Disque Denúncia no Brasil, recebeu doações privadas no total de R$ 100 mil para pagamento de recompensa, por informações que levem a elucidação do caso.

O crime aconteceu na noite da última segunda-feira (23). O jornalista estava em um bar e restaurante localizado na Praia de São Marcos, Avenida Litorânea, quando foi atingido por seis tiros, sendo quatro na cabeça e dois nas costas.

O atirador, que segundo informações teria características indígenas, após ter cometido o crime, fugiu em uma motocicleta. O Disque Denúncia do Maranhão já recebeu dez informações sobre o fato. Todas as denúncias estão sendo encaminhadas à Delegacia de Homicídios, que está à frente das investigações do caso.

Quem tiver informações que ajudem a polícia no esclarecimento da morte do jornalista, ligue para os números do Disque-Denúncia: (98) 3223 5800 - capital (MA) e 0300 313 5800 - interior (MA), ou ainda 0300 253 1177 - custo de uma ligação local para todo o Brasil."

Fonte: Portal AZ


sexta-feira, 20 de abril de 2012

MARIA DO SOCORRO PEREIRA DE SOUSA LIMA.




D. SOCORRO (03.03.1935 – 20.04.2012) nos recebendo em frente de sua casa na entrada da cidade de Curralinhos, abraçada ao filho VALDO, o neto PÉRICLES, eu, minha filha SOFIA e minha esposa LÍLIAN.


Para quem morreu e a morte não se constitui o fim da existência, então, assim, fortemente crendo nisso, a jornada se prolongará em outra dimensão. Uma dimensão da qual não fazemos parte, pelo menos enquanto vivos. Mas que serve e que é muito útil para quem não deseja se confrontar com a inevitabilidade da morte. Isto porque nunca desejou aprender a morrer.

Esse elemento religioso (aí acima) escalado pelos humanos para se interpor e aliviar a angústia da consciência da morte complementa o estilo de vida que se funda na eterna busca do prazer, da felicidade e, portanto, dando à vida uma valorização inusitada. E assim a vida se torna algo indispensável e profundamente desejável. Viver torna-se significado de prazer e felicidade, mas não pelo simples ato de viver e sim pelo o que o viver pode proporcionar.

Para a modernidade o prazer e a felicidade não devem se relacionar com a consciência da morte. Pelo contrário, ela, a morte, é um dos empecilhos.

Desse modo, a finalidade da vida nunca é morrer, mas vivê-la do modo mais prazeroso e feliz possível. Mesmo que os níveis de prazer e felicidade não sejam homogêneos entre os “bípedes sem penas”. Quer dizer, mesmo que para alguns homens e mulheres o prazer e a felicidade residam em ter água para beber e para outros ter um avião particular.

Para outros, aprender a morrer é o caminho mais adequado para a vida legítima. Parece contraditório, mas essa seria a forma mais autêntica e consagradora da existência. E viver assim significa “ter consciência do seu lugar no mundo e do significado do mundo para si”. Encontrar essas respostas significa entender a diferença entre ter medo de morrer e saber que vai morrer.

Ter consciência da morte não significa que necessariamente se terá medo dela, mas essa consciência traz consigo uma “angústia”. Só que essa “angústia” não é do tipo que enredará a pessoa em pavor ou depressão. Mas do tipo que fará a pessoa, sabendo da brevidade de sua existência, tomar as rédeas de sua vida em suas mãos. É o que fará a pessoa, todo dia, viver de modo que ela mesma realize e plenifique a sua existência.

Ou seja, tomar a sua vida em suas mãos significa que não permitirá que alguns “espertos” se apresentem como portadores das receitas infalíveis do bem viver. Ou mesmo mergulhar no mar da mediocridade e encarar a vida como se o ideal fosse pertencer a um rebanho homogêneo de valores, opções, ideais e finalidades.

Ter consciência da brevidade da existência torna a experiência da vida algo importantíssimo, urgente. Pois essa consciência exigirá uma existência prazerosa e feliz, mas que buscados pelos caminhos mais bem escolhidos e construídos de modo que, ao final, terá mesmo valido a pena ter vivido.

É isso que quem tem pavor de lhe dar com a morte não percebe e soterra a sua breve existência em superstição, insensatez, medo, incoerências. Porque mesmo não desejando pensar e falar sobre o que inevitavelmente irá acontecer age, contraditoriamente, como se viver fosse carregar um fardo pesado que se leva para depois abandoná-lo no túmulo, sem nenhum sentido ou significado. Pois o medo descabido ocupou indevidamente o lugar da consciência que poderia ter dado sentido e encontrado prazer e felicidade no ato de viver.

D. SOCORRO faleceu hoje de madrugada. Eu diria que não foi uma morte a seu tempo, apesar do tempo, mas, de alguma forma, precipitada por circunstâncias inautênticas, forjadas e que em breve se elucidarão levando a cabo as consequências legais e morais a seus autores e reprodutores.

Eu gostei muito dela e ela gostou de mim desde que nos conhecemos quando fui a sua casa na cidade de Curralinhos. Conversamos muito sobre as coisas que ela gostava de falar. A minha atenção a cativou e fez com que ela sempre perguntasse por mim. 
  
Mulher devotadamente religiosa não abria mão de fazer sua peregrinação anual para o culto à Santa Cruz dos Milagres a quem atribuía sistematicamente o sucesso de seus empreendimentos, da sua vida e da de seus filhos. Com convicções fortes e ditas enfaticamente, D. SOCORRO, viúva, as reafirmava pondo a frente os castigos que a Santa poderia providenciar caso questionassem o que dizia. “Ê, D. SOCORRO.”

Viveu a vida que quis e cultivou. Foi feliz, religiosamente feliz. E como disse W. JAMES “O sentimento religioso seria uma experiência pessoal, indizível e intransferível [...], e proporcionaria alegria e otimismo, por isso seria útil, o que o tornaria verdadeiro”.

Tudo o que eu disse antes é verdadeiro dentro do contexto heideggeriano. Não quer dizer, então, que é a única compreensão que os “bípedes sem penas” podem ter sobre a morte. D. SOCORRO tinha outra fundamentação para a vida e, mesmo sem consciência disso, sobre a morte. Tendo sido feliz significa que viveu bem e soube se preparar para a morte. E, agora, vai experienciar, mesmo que a olhos religiosos, aquilo que passou a vida se preparando.         
  

quinta-feira, 19 de abril de 2012

FIM MELANCÓLICO, MAS IDEAL.



É de conhecimento de poucas pessoas o fim trágico da administração do pior prefeito da história de Floriano. Alguns vereadores da base “aliada”, insatisfeitos com o clima do “cada um que se cuide daqui pra frente”, estão planejando agir de forma que o prefeito mais incompetente da história da cidade termine seu malfadado mandato sozinho para ter de responder pelos malfeitos de que foi acusado nesses oito anos de descaso na prefeitura de Floriano.

A seguir, segundo me confidenciou uma fonte do lado de lá, a reportagem  que reproduzo aqui denuncia o que seria apenas o primeiro de vários atos que se desdobrarão comedidamente até dezembro. Pois, os vereadores da base “aliada” têm compromissos e nomeações de parentes e amigos para cargos comissionados na prefeitura que não podem ser rompidas abruptamente. Quem viver, verá.

A seguir leia reportagem do Portal Floriano Blitz ou clique AQUI para Lê-la diretamente.

"EM FLORIANO, VEREADORES DE SITUAÇÃO NÃO COMPARECEM À CÂMARA MUNICIPAL

Qui, 19 de Abril de 2012

Os vereadores de Situação da Câmara Municipal de Floriano, Maria da Guia (PTB), Miguel Vieira (PTB), Carlos Antônio (PRTB), Lauro César (PDT) e Flávio Henrique (Ficou apenas 20 minutos) não compareceram à Sessão Ordinária desta quarta (18.04) ficando assim a bancada de situação vazia.
Estiveram presentes os seguintes vereadores de oposição: Salomão Holanda (PRB), Celso Cavalcante (PSB), Raimundo Martins (PT), Antônio Reis (PSDC) e Ana Cleide (DEM).

A Sessão Ordinária que aconteceria na noite desta quinta (19.04) foi antecipada, ou seja, nesta quarta houve duas Sessões em uma.

Grande expediente

“Nós vereadores dessa Casa preocupados com a situação de nossa cidade, vendo de verdade a nossa educação, saúde, segurança e infra-estrutura em nossa cidade. Fico preocupado em saber que nas secretarias os secretários estão se ausentando das secretarias e fazendo políticas dentro das mesmas”, afirma Salomão Holanda (PRB).

O vereador Raimundo Martins (PT) lembrou que começou a militar no PT ainda garoto aos 13 anos de idade e ter aprendido com o saudoso Manoel pereira, Juscelino e com outros companheiros que conviveu.

“Às vezes se observa que o Poder está cheio que conduta reprovável que é o nepotismo, a exemplo. Os valores políticos são distorcidos; é uma forma de apadrinhar meia dúzia de amigos, e muitos esquecem que é a política é a transformação de uma sociedade”, enfatiza Raimundo Martins (PT).

A vereadora Ana Cleide (DEM) falou que há falta de trator para prepararem as terras na zona rural.

“Floriano não agüenta mais e não tem condição de estar como está. Precisamos de administração com atitude e ética; todos nós estamos inseridos nesse contexto de trabalhar com transparência, lealdade e amor ao próximo”, afirma Ana Cleide (DEM).

O tema abordado pelo vereador Antônio Reis (PSDC) foi sobre os planos de cargos e salários dos servidores.

“Está completamente errado o cálculo dos percentuais que os vigilantes estão recebendo. Parabenizo Osael de Sousa, Primeiro Secretário do Sindicato Municipal de Floriano por estar trazendo a essa Casa sugestões para corrigir a lei 521”, afirma."

Reportagem de:  Jaquelina Nascimento



TEM TEXTO MEU NO PORTAL NOTÍCIAS DE FLORIANO.



Olá, leitores. Nesta semana escrevi um texto para o Portal Notícias de Floriano. Já está publicado e estou convidando a todos para que acessem e leiam.

“Fatos e Julgamentos” (leia clicando AQUI) é sobre recentes acontecimentos políticos em nossa cidade. 


Este texto suscita outro texto para falar do principal ator de todo esse teatro do absurdo. Mas o próximo será publicado aqui no Blogue com todos os meus jargões e adjetivos. 


segunda-feira, 16 de abril de 2012

A VEJA ACUSA O GOLPE.



A revista Veja está muito incomodada com a instalação da CPMI no congresso para apurar os fatos relativos a ação do bicheiro CARLOS CACHOEIRA. Um dos motivos seria, segundo a imprensa tem denunciado, porque os interesses do PSDB podem estar em jogo e um repórter da Veja ter sido pego em 200 telefonemas com o bicheiro pela Polícia Federal.
 Leia abaixo nota do Presidente da Câmara Federal, MARCOS MAIA, divulgada explicando o por que dos ataques da revista contra a sua pessoa. Os ataques da revista são porque ele vai instalar a CPMI. E ainda falta a CPI da “Privataria Tucana”.


"POR QUE A VEJA É CONTRA A CPMI DO CACHOEIRA?
Tendo em vista a publicação, na edição desta semana, de mais uma matéria opinativa por parte da revista Veja do Grupo Abril, desferindo um novo ataque desrespeitoso e grosseiro contra minha pessoa, sinto-me no dever de prestar os esclarecimentos a seguir em respeito aos cidadãos brasileiros, em especial aos leitores da referida revista e aos meus eleitores:
- a decisão de instalação de uma CPMI, reunindo Senado e Câmara Federal, resultou do entendimento quase unânime por parte do conjunto de partidos políticos com representação no Congresso Nacional sobre a necessidade de investigar as denúncias que se tornaram públicas, envolvendo as relações entre o contraventor conhecido como Carlinhos Cachoeira com integrantes dos setores público e privado, entre eles a imprensa;
- não é verdadeira, portanto, a tese que a referida matéria tenta construir (de forma arrogante e totalitária) de que esta CPMI seja um ato que vise tão somente confundir a opinião pública no momento em que o judiciário prepara-se para julgar as responsabilidades de diversos políticos citados no processo conhecido como “Mensalão”;
- também não é verdadeira a tese, que a revista Veja tenta construir (também de forma totalitária), de que esta CPMI tem como um dos objetivos realizar uma caça a jornalistas que tenham realizado denúncias contra este ou aquele partido ou pessoa. Mas posso assegurar que haverá, sim, investigações sobre as graves denúncias de que o contraventor Carlinhos Cachoeira abastecia jornalistas e veículos de imprensa com informações obtidas a partir de um esquema clandestino de arapongagem;
- vale lembrar que, há pouco tempo, um importante jornal inglês foi obrigado a fechar as portas por denúncias menos graves do que estas. Isto sem falar na defesa que a matéria da Veja faz da cartilha fascista de que os fins justificam os meios ao defender o uso de meios espúrios para alcançar seus objetivos;
- afinal, por que a revista Veja é tão crítica em relação à instalação desta CPMI? Por que a Veja ataca esta CPMI? Por que a Veja, há duas semanas, não publicou uma linha sequer sobre as denúncias que envolviam até então somente o senador Demóstenes Torres, quando todos (destaco “todos”) os demais veículos da imprensa buscavam desvendar as denúncias? Por que não investigar possíveis desvios de conduta da imprensa? Vai mal a Veja!;
- o que mais surpreende é o fato de que, em nenhum momento nas minhas declarações durante a última semana, falei especificamente sobre a revista, apontei envolvidos, ou mesmo emiti juízo de valor sobre o que é certo ou errado no comportamento da imprensa ou de qualquer envolvido no esquema. Ao contrário, apenas afirmei a necessidade de investigar tudo o que diz respeito às relações criminosas apontadas pelas Operações Monte Carlo e Vegas;
- não é a primeira vez que a revista Veja realiza matérias, aparentemente jornalísticas, mas com cunho opinativo, exagerando nos adjetivos a mim, sem sequer, como manda qualquer manual de jornalismo, ouvir as partes, o que não aconteceu em relação à minha pessoa (confesso que não entendo o porquê), demonstrando o emprego de métodos pouco jornalísticos, o que não colabora com a consolidação da democracia que tanto depende do uso responsável da liberdade de imprensa."

Dep. MARCO MAIA,
Presidente da Câmara dos Deputados
Em 15 de abril de 2012


quinta-feira, 12 de abril de 2012

DEPUTADO ANTONIO CARLOS, PETISTA DAQUELES DE VERDADE.




Fotos de ANTONIO CARLOS com LULA e LUIZIANNE (1ª foto) e com DILMA, tendo ao fundo o governador CID GOMES.


No último feriadão eu estava na casa dos meus pais, à tarde, quando o telefone tocou. Atendi. Para surpresa, do outro lado estava o florianense ANTONIO CARLOS que mora há muitos anos em Fortaleza. Conversamos sobre vários assuntos e, no final, ele prometeu que viria a Floriano em breve para rever familiares e amigos. E, também, matar as saudades da cidade. Estamos combinados. Só falta ele definir a data, após encontrar uma folga na agenda.
ANTONIO CARLOS é Deputado Estadual pelo PT do Ceará, vice-presidente do partido no estado e líder do governador CID GOMES (PSB) na assembleia legislativa do estado.
Nos conhecemos em Fortaleza e tivemos uma relação de amizade proveitosa. No telefonema ele perguntou se eu ainda ouço o Pink Floyd. Essa banda de Rock era uma das características de minha identidade.  Fui almoçar algumas vezes (muitas) na casa dos pais dele. Era uma visita de amizade e uma forma de economizar, ora mais.
Fui convidado por ele inúmeras vezes a me filiar ao PT, mas nunca aceitei, mesmo tendo uma postura ideológica baseada nos fundamentos da esquerda. Preferi, partidariamente, seguir outros caminhos. Hoje sou filiado ao PSB.
Abaixo há um texto escrito por ele em seu blog com dados mais detalhados de sua postura ética e ascensão dentro do partido, inclusive a sua formação acadêmica: Filosofia. Ah, ele é leitor do meu Blogue. Nota-se aí o bom gosto.
Quero só comparar os objetivos dele, e de forma mais ampla da maioria dos filiados e parlamentares do partido, com o que se vê hoje no PT de Floriano.
O PT sempre teve como objetivo o exercício do poder. Vide a trajetória do LULA e do partido. É nisso que se miram os verdadeiros petistas. É assim que vivem os filiados e parlamentares que aceitam e agem de acordo com as diretrizes éticas, práticas do partido.
Mas, em Floriano, temos uma banalização, ou uma mesmerização, de alguns “mandachuva” do partido que agem como aqueles dos partidos de aluguel. Não há diferença nas práticas e nem nos objetivos.
O PT de Floriano possui uma longa e incessante luta pelo poder. Já se propôs algumas vezes, através de candidatos ao cargo de prefeito e de vereador, a assumir o poder. Mas nunca conseguiram o poder executivo. Porém a ala da mesmerização deixou a luta de lado e partiu para fazer o que todos fazem. Acabou a luta ideológica por objetivos amplos, sociais e passou a vigorar, aparentemente, a luta pelos objetivos restritos, pessoais.
O PT de Floriano deixou de lado a sua história pela luta dos objetivos amplos para assumir cargos subalternos tanto no executivo quanto no legislativo. Acordos de bastidores (toma-lá-dá-cá) permitiram a manipulação da história do partido pela chance de alguns em realizar seus objetivos restritos. E, o pior, está em vias de permanecer no erro ao se submeter aos caprichos do pior prefeito da história da cidade e continuar sendo um eterno coadjuvante político em Floriano.
A ala da mesmerização está disposta e lutando para internamente indicar o vice candidato a prefeito na chapa definida pelo grupo do prefeito. Enquanto isso, as outras alas estão discutindo qual dentre eles será o melhor nome para uma candidatura própria. Historicamente, essa seria a postura com maior identificação com o PT de verdade.
Na conversa com ANTONIO CARLOS eu disse, quando de sua vinda, que irei convidar alguns amigos petistas das alas históricas para conversarmos com alguém que fez história dentro do partido tendo em vista o exercício do poder. No caso dele, a prefeitura de Fortaleza com a prefeita LUIZIANNE LINS.
Pode ser que as cabeças que podem pensar no partido possam confirmar a manutenção da luta histórica e ideológica do partido. 

"Nasci em Floriano-PI. Em 1985 venho morar em Fortaleza. Participei ativamente do movimento estudantil. Influenciado pelas lutas sociais e os processos eleitorais com intensa participação das esquerdas nos anos 80 filio-me ao PT em 1990.   
Exerci a função de diretor do Grêmio Edson Luiz do Colégio Positivo (hoje Evolutivo). No PT fui membro da Secretaria Estadual de Juventude, do Diretório Municipal, Diretório Estadual, Secretário de Formação, Secretário Geral e atualmente ocupo o cargo de vice-presidente do PT-Ceará.
Em dezembro de 2008 fui homenageado com o título de Cidadão Fortalezense pela Câmara Municipal de Fortaleza.
Professor de filosofia, Licenciado e Bacharel em Filosofia pela UECE, Radialista profissional, atuei na apresentação e na produção de vários programas radiofônicos, membro da ACI, ABRACE, APCDEC e do Sindicato dos Radialistas, comentarista esportivo, assessor político, ex-Ouvidor Geral do Município de Fortaleza.
Sou casado com Maria Isabel, pai de um filho Carlos Victor."
Endereços que podem ser acessados:
www.antoniocarlospt.blogspot.com.br


quarta-feira, 11 de abril de 2012

VISITAS NO FERIADÃO.





NEWTON FEITOSA (o primeiro na foto acima), a esposa LÚCIA e o filho DANIEL vieram de São Luis para visitar parentes da família dele e de sua esposa. Ambos são daqui, mas estão residindo na capital do Maranhão.
Junto aos irmãos NEUTON e PEDRO são donos da EPAE - Equipe de Pronto Atendimento e Engenharia Ltda. (http://epaeengenharia.com/) que presta serviços técnicos de engenharia e serviço de tratamento, eliminação de resíduos tóxicos, pronto atendimento e emergências, comércio varejista de produtos e acessórios para unidade de abastecimento de combustíveis. Eles também são proprietários de postos de combustíveis na capital do MA.
Aproveitando o feriado NEWTON foi a Recife acompanhar os serviços da empresa naquela capital.
Fazia tempo que não nos víamos. Foi uma conversa rápida, mas suficiente para combinarmos um encontro por lá em breve. Vou comer peixe e tomar cerveja na praia. E ver o mar, oxente.

sábado, 7 de abril de 2012

JUDAS OU JUDAS?




Para manter a integridade do meu Blogue e por decisão da Justiça não posso citar o nome do sujeito a quem se destina a “homenagem” acima.

A tradição “oficial” cristã de fazer um Judas e expô-lo em situação ridícula, constrangedora, degradante é, também, para consagrar o papel de Judas em relação à sua participação na história de Cristo e consagrar a sua delação, a sua traição como algo do campo das ações humanas que devem ser reprovadas, rechaçadas, reprovadas em exemplo público.
Cristo, segundo a tradição, se sentiu traído e a traição perpetrada por Judas foi o que o levou ao martírio e à morte. É assim que somos ensinados desde criança quando obrigatoriamente passamos a conviver com religiosos tradicionais.
Mas surgiu, mais recentemente, uma versão diferente para essa história da traição de Judas. Os achados arqueológicos do Mar Morto fizeram surgir uma versão distinta para a traição de Judas. Cristo teria convencido Judas a traí-lo para que seu plano de martírio, morte e ressurreição pudesse ser levado a cabo.
Se esta versão contiver o mínimo de sustentação factual teríamos uma tradição com fundamentos equivocados. Judas não mereceria ser esfolado, vilipendiado, execrado por sua suposta traição. Deveria ser enaltecido, homenageado. Então, a tradição de pendurar um Judas num poste seria para dizer que ele teria sido um homem que cumpriu o seu papel na história.
Mas isso tudo que eu disse acima são conjecturas. Gosto mais dos fatos. Não no sentido do “amor fati”, mas no sentido que não estamos falando do provável ou improvável e sim do que acontece.
Os moradores da Avenida Fauzer Bucar, bairro São Cristovão, resolveram “homenagear” o prefeito mais incompetente da história de Floriano com um Judas suspenso num poste. Embaixo tinha um cartaz que explicava o motivo da “homenagem”: o abandono proposital daquela avenida ao sabor do descaso e da incompetência.
Bom, e agora? Ficamos com a tradição e vemos o Judas como um escárnio ético e técnico contra o pior prefeito da história da cidade, ou olhamos para o boneco e encaramos o Judas como uma homenagem a quem com sua incompetência e descaso fez o que fez porque cumpriu o seu podre papel na história da cidade durante oito anos?
Eu, particularmente, não sei o que seria pior. Ser criticado por ser incompetente ou ser cínico e fazer de conta que as críticas que veem contra mim fazem parte do meu modo de ser incompetente. Eu não sei mesmo.
Judas da tradição ou Judas da redescrição? Só sei uma coisa, para gente que tem vergonha na cara isso seria motivo de contrição. Mas...

quinta-feira, 5 de abril de 2012

FORA FASCISMO.



Frases simples para mudar a mente de fascistas poderosos.

A liberdade de expressão é a maior expressão da liberdade” (AYRES BRITO, Presidente do STF). 
Os excessos da liberdade se corrigem com mais liberdade,” (ALEXIS DE TOCQUEVILLE – 1805 a 1859).

PARABÉNS ROSSANA.




Dia 1º de abril foi o aniversário da ROSSANA FEITOSA. E não é mentira, não. Quando eu era criança, ROSSANA que é minha prima, me carregou nos braços por muito tempo.
Nada mais normal que no dia do seu aniversário eu venha aqui parabenizá-la como forma de agradecimento. Obrigado “Tia ROSSANA”, é assim que a chamamos.
A tradição manda que nesse dia, 1º de abril, a gente pregue alguma peça nos amigos. Pois esta foi a minha, ROSSANA. Ela nunca me carregou nos braços, visto que ela é mais nova que eu. É só para amolar mesmo.
Acima a vemos no centro da foto ladeada por minhas irmãs SORAYA (esquerda) e SILVANA (direita).
Parabéns, felicidades e muitos mais aniversários pela frente.


quarta-feira, 4 de abril de 2012

DIREITO E TORTO?



Nos últimos dias o pior prefeito da história de Floriano teve duas derrotas promovidas pela ação correta, justa e atenta do Ministério Público do Estado, representado na cidade pelo Promotor EDIMAR PIAUILINO.

As duas ações foram dirigidas à Justiça baseadas em fatos irrefutáveis e notórios e a Justiça atendeu às solicitações do MP e mandou demitir dois secretários da administração do prefeito mais incompetente que Floriano já teve. Os dois foram acusados de “improbidade administrativa” e um deles de “enriquecimento ilícito” (leia AQUI).
Para alguém, o prefeito, que quer ter a sua honra e sua imagem ilibadas e defendidas essas ações da Justiça não podem dizer melhor que ele só quer ter honra e imagem ilibadas e defendidas. Zelar por elas não é algo que ele tenha feito durante esses oito anos de desmandos administrativos.
Contra mim ele entrou na Justiça com um processo por danos morais. Ora, o que fiz foi denunciar os malfeitos de sua administração através de fatos e fotos. Isso não é, nem aqui e nem na China, motivo para um processo contra outrem. Mas na era dos malfeitos administrativos parece que é.
Ele não tem coragem de processar o Secretário de Governo do Estado, AVELINO NEIVA, que o chamou no programa de rádio “Bom Dia Floriano”, na Princesa FM, de “desequilibrado, doente e incompetente”.
Ele não tem coragem de processar o jornalista EFRÉM RIBEIRO, Jornal Meio Norte, que denunciou que a Polícia Federal o está investigando sob a acusação de ter comprado notas fiscais frias para justificar as contas de sua administração na operação “Geleira”.
Ele não tem coragem de processar o jornalista ARIMATÉIA AZEVEDO, do Portal AZ, que denunciou que sua administração teria falsificado documento na licitação para a construção (?) do esgotamento sanitário, obra do PAC.
Se alguém é capaz de ocupar a Justiça cobrando-a que mantenha a sua honra e sua imagem intactas só tenha essa coragem de fazer isso contra uma pessoa, por que a Justiça não analisa todos os fatos relacionados e supostamente praticados pela própria pessoa destruindo aquilo que ela diz prezar?
Não fui eu que de alguma forma denunciando os malfeitos desse prefeito incompetente atentou contra a sua imagem, foi ele próprio que nesses oito anos tem destruído a cidade de todas as formas até que a Justiça desse um basta nesse mar de descaso e incompetência.
A própria Justiça, a quem ele recorre para tentar me calar através dessa acusação estúpida, néscia, atendeu ao pedido do MP para demonstrar que a administração de quem teria uma honra e imagem ilibadas não é nada disso que se diz ser. A Justiça tem demonstrado o contrário disso através dos fatos.