LOCALIZAÇÃO DE LEITORES


web site estatísticas

sábado, 29 de maio de 2010

PARADOXO RESULTANTE DO DESCASO.

.
.
.
Falta mão de obra qualificada. Esta é a notícias que mais preocupa o governo federal no âmbito da educação e da economia. Os meios de comunicação vêm noticiando que as empresas estão importando profissionais qualificados porque não conseguem mais contratá-los no Brasil.
.
O que pode significar esta notícia? Falta de profissionais qualificados revela que a economia está crescendo, as empresas investindo na produção e serviços e a consequente contratação de mais trabalhadores.
.
Mas há um paradoxo. Hoje ainda existem cerca de 7,3% de desempregados. Mas por que estão desempregados se as empresas estão correndo atrás de profissionais? Os que compõem este universo não possuem qualificação. E por que não possuem? Faltou educação para eles.
.
Nestes últimos oito anos o governo fez uma revolução no caminho que sentem necessidade de seguir, esses trabalhadores. Os governos anteriores atrelados a uma ideologia de privilégios de uns poucos e para poucos, descaso na educação dos trabalhadores, seguindo um ideal político-econômico que restringe o crescimento da economia para manter a subserviência em relação às economias desenvolvidas, não fez nada, ou muito pouco pela qualificação dos trabalhadores.
.
De 1995 a 2002, o governo de FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (PSDB), cujo candidato a presidente neste ano é aquele que tem por meta retomar a política educacional e econômica de FHC, construiu 11 escolas técnicas federais. E olha que foi mais por força da lei, que ele seguiu como um cão de guarda, do que por política educacional.
.
A consequência nós estamos sentindo hoje quando existem pessoas desqualificadas e sem trabalho e as empresas importando profissionais qualificados. Em relação às universidades a mesma a falta de investimento seguiu o mesmo caminho do descaso com os trabalhadores. Hoje faltam engenheiros de todas as áreas e bacharéis de outras profissões. Culpa das prioridades dos políticos do PSDB e do DEM que juntos levaram o país a essa contradição.
.
Quanto menos investimento na educação dos trabalhadores, menos investimento na saúde, em moradias, infra-estrutura,sobra dinheiro para emprestar quase de graça aos grandes empresários. Prioridade burra, pois agora estão vendo que o erro foi crasso mesmo.
.
Vejamos em dados a diferença de prioridades do governo atual em relação àqueles que pensam em retornar para dá continuidade às fábricas de mazelas sociais:
.
“Ao final das duas fases da expansão (das escolas técnicas, hoje Institutos Federais), em 2010, o país contará com 354 escolas técnicas. O crescimento da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica nos últimos quatro anos é o maior da história do país. As 140 escolas que existiam até 2002 foram construídas no período de 93 anos iniciado em 1909. O número total de novas escolas representará crescimento de 150%.
.
...Além disso, a política de expansão prevê estratégias de interiorização, valorização profissional e abertura de oportunidades para jovens e adultos. “Quando todas as escolas estiverem concluídas, as matrículas da rede terão saído de 160 mil, em 2003, para 500 mil”, afirma Eliezer Pacheco (secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação)”. Fonte:
www.portal.mec.gov.br.
.
Não é contraditório que o intelectual tenha desprezado tanto a educação do povo brasileiro e outro presidente que não teve a oportunidade de estudar tenha feito pela educação mais do que todos os anteriores juntos?
.
Sem o investimento necessário na educação técnica e superior o Brasil encareceu a sua produção. Ao importar trabalhador e ter gente desempregada mostra claramente que esses senhores não possuem visão social contemplativa das prioridades do povo. O pré-candidato SERRA encarna visceralmente a ideologia das elites que restringiu o acesso dos trabalhadores a uma educação de qualidade.
.
Se você tem uma visão ampla sobre ideologias, e é trabalhador, não dá para defender voto em SERRA. Se mesmo depois de todos os argumentos descritos acima você pretender votar nele, é porque necessita de formação política para decidir os rumos do nosso país. Do ponto de vista, é claro, dos trabalhadores.
.
Quanto aos erros e denúncias de corrupção no atual governo penso, agora, que o melhor a fazer não é mudar os rumos ideológicos das políticas implantadas, mas exigir publicamente que todos os que foram pilhados em atos de corrupção sejam severa e prontamente punidos,presos. O que deve ser punido é o imbecil que se corrompeu, não o projeto político. Não confunda. Pois é nessa confusão que aposta a elite do PSDB e do DEM.
.
.
.
.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

TWITTER.


.
Estou também no twitter. Lá postei mensagens sobre a verba do pré-sal para Floriano. Quem se interessar pode seguir também o GILBERTO JÚNIOR no twitter, vale a pena.
.
.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

O QUERIDINHO DA VEJA. SABE POR QUÊ?

.
.
.
Algumas pessoas não entendem porque o único político do Brasil, segundo a Veja, que presta é SERRA. Olhem o que um photoshop, maquiagem e a vontade de ele parecer simpático podem fazer com uma pessoa sem graça como ele. Leia abaixo informações que dão conta do motivo que leva a revista gostar tanto dele. Você sabia disso? (DO = Diário Oficial). P.S.: A Editora Abril, A Fundação Victor Civita são empresas do mesmogrupo editorial da Veja.
.
.

O povo gastou, até agora e só nesta singela e incompleta busca, a bagatela de R$75.913.495,60 sem sentir dor. Isto é que é amizade.Os artistas abaixo agradecem.
.
DO - 23/outubro/2007
15/1063/07/04 - Fundação Victor Civita - Assinatura da Revista Nova Escola destinada as escolas da rede Estadual de Ensino - Prazo: 300 dias - Valor: R$ 408.600,00 - Data de Assinatura: 27/09/2007. (Ver: Despacho da Diretora de Projetos Especiais, de 25/9/2007 - Declarando inexigível licitação ... eis que trata-se de renovação de 18.160 assinaturas, da Revista “Nova Escola” destinadas às Diretorias de Ensino, Oficinas Pedagógicas e Escolas da Rede...)
.
DO - 29/março/2008 (ver também: DO - 4/março/2008)
15/0134/08/04 – (já
retificado de acordo com DO de 6/março/2008) Panini Brasil – 90.000 unidades - Almanaque do Cascão, 90.000 unidades Almanaque da Mônica - Programa Ler e Escrever – 3/3/2008 - Prazo: 60 dias (retificado em 15/abril/2009) - Valor: R$ 561.600,00 - Data de Assinatura: 14/03/2008.
.
15/0135/08/04 – (já
retificado de acordo com DO de 6/março/2008) Panini Brasil Ltda - 9.000 Assinaturas Revista da Turma Mônica – Programa Ler e Escrever – Prazo: 365 dias - Valor: R$ 1.422.900,00 - Data de Assinatura: 19/03/2008
15/0181/08/04 - Editora Abril S/A - 3.000 assinaturas - Revista Recreio – ao Programa Ler e Escrever Prazo: 365 dias - Valor: R$ 1.071.000,00 - Data de Assinatura: 14/03/2008.
.
15/0182/08/04 – (já
retificado de acordo com DO de 6/março/2008) Editora Abril SA - 6.000 Assinaturas Revista Recreio - Programa Ler e Escrever – Editora Abril S/A -Objeto: Programa Ler e Escrever - Prazo: 365 dias - Valor: R$ 2.142.000,00 - Data de Assinatura: 14/03/2008.
.
DO - 2/abril/2008
15/0180/08/04 – (já retificado de acordo com DO de 6/março/2008) Ediouro Publicações de Passatempos e Multimídia Ltda - 126.000 Assinaturas Revista Coquetel Picolé (12 edições anuais) - Programa Ler e Escrever. DO - 2/abril/2008 - Prazo: 365 dias - Valor: R$ 1.738.800,00 - Data de Assinatura: 14/03/2008. DO -14/maio/2008 - Termo de Aditamento nº 1 – Valor: R$ 153.262,80 - Data de assinatura: 13/05/2008. DO - 15/julho/2009 - Legislativo - graças ao aditamento o valor fica alterado para R$ 1.892.062,80.DO- 23/abril/2008
.
15/0543/08/04 (anunciado em
4/abril/2008) - Editora Abril S/A - Aquisição de 415.000 exemplares do Guia do Estudante - atualidades Vestibular 2008, destinado a alunos da 3ª séries do Ensino Médio, incluindo a entrega às Diretorias de Ensino da Cogsp e Diretorias de Ensino da CEI. - Prazo: 30 dias - Valor: R$ 2.437.918,00 - Data de Assinatura: 15/04/2008.
.
DO - 29/maio/2008
15/0695/08/04 - Panini Brasil Ltda – 103.092 revistas avulsas, sendo 51.546 Almanaque do Cascão e 51.546 Almanaque da Mônica - aos alunos do 1º ano do Ensino Fundamental, pertencentes a CEI - Coordenaria de Ensino do Interior - Programa Ler e Escrever. DO - 24/junho/2008 - Prazo: 60 dias - Valor: R$ 321.647,04 - Data de Assinatura: 17/06/2008.
.
DO- 12/agosto/2008
15/0670/08/04 - Editora Abril S/A – 5.155 assinaturas da Revista Recreio - 365 dias - Valor: R$ 1.840.335,00 - Data de Assinatura: 23/07/2008.
15/0694/08/04 - Panini Brasil Ltda - Aquisição de 5.155 Assinaturas de Revista Turma da Mônica – solicitação da CENP para alunos da 1º ano do ensino fundamental - 365 dias - Valor: R$ 815.005,50 - Data de Assinatura: 17/07/2008. VER:
Despacho da Diretora de Projetos Especiais, de 4/julho/2008.
.
DO - 14/outubro/2008
15/1045/08/04 – Panini Brasil Ltda - Livros de Ficção e não ficção - Programa “Ler e Escrever”- Títulos diversos destinados a alunos da 2ª, 3ª e 4ª séries do Ciclo I da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 30 dias - Valor: R$ 47.946,30 - Data de Assinatura: 02/10/2008 (na mesma página, ver as compras para o mesmo projeto, outras editoras, sem especificações de títulos).
.
DO - 22/outubro/2008
15/1104/08/04 - Editora Abril S/A - Impressão, manuseio e acabamento de 2 edições do Guia do Estudante - Prazo: 45 dias - Valor: R$ 4.363.425,00 - Data de Assinatura: 08/09/2008. Ver: DO 20/agosto/2008 - Declarando inexigível... aquisição de 2 edições, nºs 7 e 8, do Guia do Estudante Atualidades Vestibular, sendo 430.000 exemplares cada a serem distribuídos às escolas da Rede Estadual para os alunos da 3º série do Ensino Médio, subsidiando o Projeto Apoio à Continuidade de Estudos, conforme solicitação da CENP - Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas a ser fornecido pela Editora Abril S/A fornecedora exclusiva...
.
DO - 25/outubro/2008
15/1165/08/04 - Fundação Victor Civita - Aquisição pela FDE, de 220.000 (duzentos e vinte mil) assinaturas da Revista Nova escola, com 10 (dez) edições anuais, para Unidades Escolares da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 300 dias - Valor: R$ 3.740.000,00 - Data de Assinatura: 01/10/2008. NOTA: O Tribunal de Contas de SP, em 24 de março de 2009, julgou a negociação perfeita. Votaram pela normalidade absoluta os seguintes Conselheiros do TC: Fulvio Julião Biazzi (Presidente e Relator), Renato Martins Costa e Robson Marinho. Ver: Questionamentos inúteis de Roberto Felício em Plenário, Requerimento de Informação Nº 285 – 2/outubro/2008.
.
DO - 11/fevereiro/2009
15/0063/09/04 - Editora Abril S/A - Aquisição de 430.000 exemplares do Guia do Estudante Atualidades Vestibular - Edição nº 08, e 20.000 exemplares da publicação Atualidades Revista do Professor, incluindo entrega às 3.530 unidades escolares e 91 Diretorias de Ensino da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 45 dias - Valor: R$ 2.498.838,00 - Data de Assinatura: 05/02/2009.
.
DO - 2/abril/2009
15/0147/09/04 - Panini Brasil Ltda. - Aquisição de 57.310 assinaturas da Revista Turma da Mônica que serão encaminhadas as Escolas da Rede Pública de Ensino, pertencentes a COGSP e a CEI - Prazo: 608 dias - Valor: R$ 14.277.067,20 - Data de Assinatura: 01/04/2009.DO - 17/abril/2009
.
15/0146/09/04 - Panini Brasil Ltda - Aquisição de 34.938 assinaturas da Revista Turma da Mônica Jovem e aquisição de 279.504 unidades de números avulsos do nº 01 ao nº 08, da Revista Turma da Mônica Jovem que serão destinados às escolas da Rede Pública para classes de 3º séries e 3ª séries PIC e para classes da 4ª séries e 4ª séries PIC. - Prazo: 608 dias - Valor: R$ 4.373.538,84 - Data de Assinatura: 15/04/2009.
Mudança de dotação orçamentária – DO 24/julho/2009 - Termo de Reti-Ratificação nº1 - ref. ao item 4.1., da Cláusula Quarta - da Dotação Orçamentária - Data de assinatura: 21/07/2009.
.
15/0148/09/04 - Panini Brasil Ltda - Aquisição de 195.749 unidades da Revista Almanaque do Cascão e 195.749 unidades da Revista Almanaque da Mônica - destinadas às escolas da Rede de Ensino do Estado de São Paulo - Prazo: 60 dias - Valor: R$ 1.291.943,40 - Data de Assinatura: 15/04/2009.
.
15/0149/09/04 - Editora Abril S/A - Aquisição de 25.702 assinaturas da Revista Recreio - destinadas às escolas da Rede de Ensino da COGSP e da CEI - Prazo: 608 dias - Valor: R$ 12.963.060,72 - Data de Assinatura: 09/04/2009.
.
DO - 24/abril/2009
15/0176/09/04 - Editora Globo S/A - Aquisição de assinatura da revista Galileu, sendo 2 exemplares por classe de 4ª série e para 4ª serie PIC – COGSP CEI - Prazo: 547 dias - Valor: R$ 1.918.722,96 – Data de Assinatura: 13/04/2009.
.
DO - 12/maio/2009
15/0200/09/04 - Empresa Folha da Manhã SA - Aquisição de 5.449 assinaturas de jornais (Folha de São Paulo), destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 2.704.883,60 - Data de Assinatura: 11/05/2009.
.
DO - 15/maio/2009
15/0199/09/04 - O Estado de São Paulo - Aquisição de 5.449 assinaturas de jornais, destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 2.691.806,00 - Data de Assinatura: 14/05/2009.
.
DO - 19/maio/2009
15/0358/09/04 - Editora Brasil 21 Ltda - Aquisição de 5.449 assinaturas da Revista Isto É - 52 Edições, destinadas às escolas da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 1.260.898,00 - Data de Assinatura: 14/05/2009.
.
DO - 20/maio/2009
15/0355/09/04 - Editora Abril S/A - Aquisição de 5.449 assinaturas da Revista Veja, 51 Edições, destinados às escolas da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 1.167.175,80 - Data de Assinatura: 18/05/2009.
15/0185/09/04 - Ediouro Publicações de Passatempos e Multimídia Ltda - Aquisição de 132.244 assinaturas da Revista Coquetel Picolé - às escolas da Rede Pública aos alunos da 1ª série do Ensino Fundamental - Programa Ler e Escrever - Prazo: 609 dias - Valor: R$ 3.023.097,84 - Data de Assinatura: 18/05/2009.
.
DO - 21/maio/2009
15/0354/09/04 - Editora Globo S/A - Aquisição de 5.449 assinaturas da Revista Época, 52 Edições, destinado as escolas da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 364 dias - Valor: R$ 1.190.061,60 - Data de Assinatura: 18/05/2009.
.
DO - 16/junho/2009
15/0238/09/04 - Editora Abril S/A - Aquisição de 540.000 exemplares do Guia do Estudante Atualidades Vestibular Edição nº 09 e 25.000 exemplares publicação Atualidades - Revista do Professor, incluindo a entrega às 3.530 unidades escolares e 91 Diretorias de Ensino da Rede Estadual de Ensino - Prazo: 45 dias - Valor: R$ 3.143.120,00 - Data de Assinatura: 10/06/2009.
.
DO - 23/julho/2009 – ainda sem valores
15/0528/09/04 - Editora Abril S/A - aquisição de 2.259 assinaturas da Revista Recreio destinada às escolas da Rede de Ensino.
15/0529/09/04 – Ediouro Publicações de Passatempos e Multimídia Ltda - aquisição de 62.129 assinaturas da Revista Coquetel Picolé destinadas às escolas da Rede Estadual de Ensino.
.
DO - 6/agosto/2009
15/0502/09/04 (anunciado em 23/julho/2009) - Panini Brasil Ltda. - Aquisição de 11.295 assinaturas da Revista “Turma da Mônica” que serão encaminhadas às escolas da Rede Pública, sendo 05 exemplares por classe de 1ª série - CEI. - Prazo: 17 meses - Valor: R$ 2.344.842,00 - Data de Assinatura: 04/08/2009.
.
.
Fonte da postagem: www.namarianews.blogspot.com
.
.

CONSTITUINTE DE 1988: SERRA CONTRA O TRABALHADOR.

.
.
.
Se você é trabalhador e vai votar nas próximas eleições para presidente conheça um pouco melhor o candidato que você pretende escolher em vista daquilo que pode ser melhor para você, como trabalhador, e avalie a ideologia do candidato. Para isso dou essa pequena contribuição sobre o candidato das elites e do PSDB, JOSÉ SERRA.
.
.
“José Serra é próprio lobo em pele de cordeiro: foi reprovado na constituinte com nota 3,75No lançamento da candidatura de José Serra (PSDB/SP) para trazer de volta o projeto neoliberal de FHC de volta à presidência do Brasil, o demo-tucano discursou sobre seu papel na Constituinte, dizendo: “Na Constituinte fiz a emenda que permitiu criar o FAT, financiar e fortalecer o BNDES e tirar do papel o seguro-desemprego…”
.
Há um pouco de usurpação nestas coisas aí em cima, mas José Serra “esquece” de dizer o quanto atrapalhou o “seguro-EMPREGO”.
.
Mas a gente lembra, resgatando essa nota aqui do blog:
.
O DIAP (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar), publicou após a constituinte de 1988 uma avaliação dos parlamentares, de acordo com o posicionamento deles nas votações, contra ou a favor, aos interesses nacionais dos trabalhadores.
.
José Serra “tomou bomba”. Foi reprovado ao receber nota de 3,75 (com notas variando de zero a 10).
.
A baixa nota significa que ele votou muito mais a favor do que queriam a elite dominante do poder econômico (da FIESP e da FEBRABAN), contrariando às reivindicações dos trabalhadores que votaram nele.
.
O tucano votou contra, ou, em outros casos, fugiu de votar, se abstendo ou faltando:
.
a) votou contra a redução da jornada de trabalho para 40 horas;
b) votou contra garantias ao trabalhador de estabilidade no emprego;
c) votou contra a implantação de Comissão de Fábrica nas indústrias;
d) votou contra o monopólio nacional da distribuição do petróleo;
e) negou seu voto pelo direito de greve;
f) negou seu voto pelo abono de férias de 1/3 do salário;
g) negou seu voto pelo aviso prévio proporcional;
h) negou seu voto pela estabilidade do dirigente sindical;i) negou seu voto para garantir 30 dias de aviso prévio;
j) negou seu voto pela garantia do salário mínimo real;
.
A publicação do DIAP foi o livro “Quem foi quem na Constituinte”. Na página 621 (figura no topo), tem este perfil de José Serra (PSDB/SP).
.
“Como se vê, o demo-tucano já havia pulado para o lado da elite econômica já naquela época, e continuou e continua agindo como lobo em pele de cordeiro, enganando muita gente durante muito tempo, como se não fosse com ele as maldades demo-tucanas perpetradas contra o trabalhador, desde a constituinte, passando pelo governo FHC, e pelo governo municipal e estadual de São Paulo.”
A publicação do DIAP foi o livro “Quem foi quem na Constituinte”. Na página 621 (figura no topo), tem este perfil de José Serra (PSDB/SP).
.
.
.

terça-feira, 25 de maio de 2010

CÉSAR, FÁTIMA E DAVID.

.
.
Desejamos expressar nossos mais sinceros votos de pesar e consternação ao casal CÉSAR AUGUSTO ARAÚJO e FÁTIMA MARQUES pelo falecimento do jovem filho DAVID ARAÚJO. O meu sentimento de tristeza vem representar também o sentimento dos meus familiares e a nossa solidariedade pelo momento difícil que todos os parentes do casal estão passando neste momento.
.
É muito difícil falar sobre a dor dos outros, sei disso. Mas neste momento tão difícil uma palavra de conforto serve do mesmo modo para consolar que um abraço quando se necessita de consolo, espero. Desejo que todos os familiares do casal amigo sejam fortes para suportar tão inconcebível fato.
.
FÁTIMA e CÉSAR, DAVID viveu um tempo que vocês souberam vivenciá-lo com amor, educação, respeito e dignidade. O que mais se deseja é que esse tempo fosse maior, mas as circunstâncias dele (DAVID) não permitiram. Agora é aprender a viver com a dor da perda e a saudade que ele representará sempre para todos.
.
Um abraço forte.
.
JAIR FEITOSA e familiares.

.

.

IFPI.

.
.
Informativo do Instituto Federal do Piauí. Resumo das reformas que estão sendo feitas na sede, em Teresina. (Clique na foto para ver melhor).
.
Hoje recebemos visita do Diretor de Ensino e Diretor Financeiro do campus de São João dos Patos (MA). Inicialmente o campus irá funcionar numa escola alugada já que a construção do prédio próprio está atrasada. As aulas, segundo informação deles, irão ter início em agosto deste ano. Vinte professores recém concursados e quinze pessoas da parte técnica já estão sendo mobilizadas para o início das aulas. Desejamos bom desempenho a todos.

.
.

MESTRADO EM CIÊNCIAS PESQUEIRAS NOS TRÓPICOS.

.

.

A UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM), por intermédio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, torna pública a abertura de inscrições e estabelece as normas para o processo de seleção de candidatos para ingresso no 2º Semestre de 2010 no curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Pesqueiras nos Trópicos. Edital: Nº 07/ 2010-PROPESP.

O período de inscrições para este processo seletivo compreende os dias úteis entre 17 de maio e 15 de junho de 2010, de 2ª a 6ª feira, no horário de 8h30min. às 12h00min. e das 14h30min. às 17h00min.

As inscrições serão efetuadas na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências Pesqueiras nos Trópicos (PPG-CIPET), localizada no Campus Universitário, Setor Sul, FCA, Bloco Z, Av. Rodrigo Otávio Jordão Ramos 3000, Manaus, Amazonas, CEP 69077-000.

Formulário de inscrição disponível no site http://propesp.ufam.edu.br/modules/tinyd3/

.

Aviso enviado pelo Biólogo FRANCIMÁRIO FEITOSA que já está por lá fazendo o mestrado dele.

.

.

LARISSA REIS.

.
.
.
Em abril deste ano fiz uma postagem elogiando a LARISSA REIS por ter sido aprovada em vestibular na UNIVASF (Universidade Federal Vale do São Francisco), Ciências da Natureza em São Raimundo Nonato - PI. Hoje volto a falar dela por ter sido aprovada no processo de seleção da UESPI e irá desempenhar a função Técnico de Apoio Administrativo, lá em São Raimundo Nonato. Parabéns de novo, garotinha. Essa grana dá para pagar o guaraná, né?
.
.

sábado, 22 de maio de 2010

ÂNCORA DA IMORALIDADE, ISSO SIM.

.
.
.

A história tem um sentido e avança na direção do futuro acumulando experiências e progredindo, (CORBISIER). Com essa afirmação pretendemos abordar uma forma comum e difundida de praticar política.
.
A política decorre de um conjunto de relações de poder e de experiências, é claro. O que não concordo é com as alegações sempre vestidas de decretações inapeláveis que pretendem justificar as mesmas práticas passadas em todas as circunstâncias. Não concordo que as práticas do passado sejam sempre parâmetros para as práticas vindouras e a elas deem o mesmo sentido.
.
As práticas vão adquirindo sentido no momento em que vão sendo efetivadas. Somos nós que vamos dando sentido a elas dentro da teia de relações que vai sendo tecida, ou seja, da experiência, (RORTY). Por isso, se o passado diz que desse modo deu ou não deu certo, ele, passado, não tem que está sempre certo.
.
Analisemos. Desde quando foi instituído despudoramente o modelo de administração que se apresenta hoje em Floriano ficou estabelecido pelos envolvidos e beneficiados que este é o meio de administrar que dá certo e que a população aceita porque já está estabelecido ou ela não quer outro porque é conservadora. Não se deve mudar. Na verdade se impôs algo imoral e se difundiu que a imoralidade tinha se tornado moral, e assim se tornou aceita, ou pelo menos é suportada porque não há alternativa.
.
Falo isso porque me disseram que um pré-candidato a um cargo estadual na eleição deste ano não quer fazer críticas aos adversários na campanha que logo, logo começará porque a experiência mostra que as pessoas não gostam. É uma falácia muito mal empregada. O pretendente quer fazer uma campanha política apresentando proposições “amigavelmente”. Isso existe? Citei antes que a política é um conjunto de relações de poder. Cada grupo (que tenha integridade) com seus valores, princípios, necessidades, meios, objetivos luta para, no poder, efetivar os projetos de toda a pólis. Nessa luta as falhas e erros dos que estão exercendo o poder têm de ser demonstrados e avaliados severamente.
.
Só convenceremos os outros de que nosso modelo é melhor se mostrarmos o que temos em vista dos erros e das falhas daquele que está efetivado. Do contrário, num jogo de “dar e pedir razões”, como convencer alguém que algo deve ser mudado?
.
Neste momento, eu e poucos outros cidadãos de coragem que têm uma postura política extremamente contrária a essa prática imoral que está posta, estamos realizando uma guerra semântica que tem se mostrado eficiente. A prática política que estamos empreendendo tem adquirido sentido à medida que a estamos experienciando. Temos denunciado as imoralidades, os desmandos, a incompetência, a insensatez, o despudor e todas as cumplicidades desse projeto imoral de poder: patrimonialismo, nepotismo, clientelismo. A população tem declarado que não aceita esse estado de coisas e vem demonstrando que deseja outro modelo de administração da cidade.
.
O que justifica essa afirmação? Por que digo que é incompetente? A cidade está imunda: lixo espalhado nas vias públicas, buracos incontáveis, esgotos a céu aberto, e a consequência de tanta sujeira, urubus e outro animais. No ano passado o atual prefeito, herdeiro e defensor de tal modelo, foi eleito pela população como o 4° pior prefeito do Piauí (Fonte: portal Notícias de Floriano, baseado em pesquisa do Instituto Data AZ). Neste ano, no início e durante o carnaval, ele foi estrondosa e vergonhosamente vaiado publicamente. E por isso, desde a mais eloquente demonstração de que a população está farta dele (as vaias), tem evitado aparecer em público na cidade.
.
O sentido dessa experiência é dado por nós ao passo que ela vem sendo útil para todos, uma vez que a cidade está preste a se ver livre dessa prática política mesquinha, individualista, exclusivista e imoral para dar lugar a uma prática baseada na honestidade, moralidade, integridade, competência e dignidade. E nosso melhor candidato ao exercício do poder municipal que tem todas estas - e mais algumas - características engrandecedoras dos nossos ideais, é o Advogado GILBERTO JÚNIOR.
.
Desse modo, quando se diz que o passado é referência inescapável para as experiências políticas atuais devemos fazer ressalvas, e bem feitas. Quando disse que a população tolerava as imoralidades isso era decorrente da falta de informações. “E um dos piores mal que se pode fazer a um povo é negar-lhe informações, conhecimento”. A imprensa, de modo geral, sempre compactuando com os desmandos e imoralidades, ficava calada, ou lutava para construir uma imagem falsa dos administradores. Desse modo tinha-se a impressão que tudo estava bem e a população aprovava.
.
Com a guerra semântica empreendida por nós a opinião da população se mostrou completamente diferente daquilo que a tal experiência do passado quer manter. Na verdade quem defende que o passado tem sempre de ser a âncora das experiências políticas atuais está se prendendo ao fracasso (que quer resistir, com outros nomes, na verdade) e sendo puxado para baixo. Quem defende a âncora imoral do passado é um ser limitado pelo que é baixo, e nesse caso temos: nepotismo, patrimonialismo, clientelismo, descaso, imoralidades, incompetência.
.
Se quisermos nos livrar do peso da âncora temos de romper os limites e sermos “além dos limites”. Quer dizer, irmos em frente, em busca da dignidade dos cidadãos florianenses que estão esperançosos pela prática política que estamos propondo e experienciando e que busca o alto, que busca elevar a dignidade a patamares engrandecedores.
.
Enfim, temos de continuar com a guerra semântica (mesmo que o prefeito tenha tentado nos calar por meio da justiça com argumentos falaciosos, o que demonstraremos em breve) abandonando as âncoras do passado e dando sentido às novas experiências ao passo que elas forem sendo efetivadas, com finalidade e utilidade para todos. Assim, pensamos nós, é que deveria ser a prática política de todos aqueles que são contra as imoralidades e incompetência do atual prefeito municipal.
.
E o velho argumento que diz ser o inescapável passado detentor de todos os sentidos para as novas experiências deve ser reavaliado em vista de um futuro grandioso que as novas práticas políticas reservam para todos os florianenses dignos.

.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

O DILEMA DO INCOMPETENTE.

.
.
.
.
“Todos os homens deixam de ser o que são quando deixam de fazer aquilo que fazem”. (JOHANN GOTTLIEB FICHTE: 1762-1814).
.
A partir dessa decretação de FICHTE vou tentar entender, ludicamente e sem restrição ao contexto dele, o dilema que vive o incompetente nesses dias. Ser incompetente é o modo de ser da pessoa incompetente. Ela, para ser incompetente, pratica a incompetência. Ou seja, para ser incompetente é fundamental praticar (fazer) a incompetência. Sem incompetência não há incompetente.
.
E se o incompetente deixar de praticar a incompetência? Vixe! Assim ele deixará de ser o que é, e deixando de ser o que é ele deixará de existir. Portanto o incompetente não pode nunca pensar em deixar de fazer aquilo que faz com toda maestria: a incompetência. Sob o risco de desaparecer.
.
E se ele continuar a ser incompetente, ou seja, a fazer o que sempre fez, será que sobreviverá? Num mundo em que se cobra a excelência, a competência, é difícil sobreviver. Pode enganar no discurso, mas a prática o desmascara, pois a sua prática só pode ser demonstrada na ação incompetente.
.
Desse modo o incompetente se defronta com um dilema: continua incompetente e corre o risco de morrer na sociedade que cobra a competência, ou deixa de ser incompetente e aí deixa de ser o que é para ser outra pessoa? Se quiser ser outra pessoa terá de matar a pessoa que é: o incompetente. Assim, morrerá também. Que dilema.
.
Que faz, então, o incompetente? Já sei, faz incompetência. Sim, mas qual decisão deve tomar? Só ele, o incompetente, deve decidir já que entende como ninguém das coisas relacionadas à incompetência. Ah, já sei. E se ele parar de fazer o que mais sabe fazer: a incompetência? Fica pior. Sabe por quê? Visto que será um incompetente apenas nas idéias – sem a ação incompetente.
.
Será apenas um meio incompetente. Um incompetente pela metade. É melhor ser um incompetente completo, inteiro, todo, do que ser pela metade. Porque sendo completo ele será verdadeiramente ele, o incompetente. E sendo ele mesmo, tanto pensará como agirá de forma incompetente. Acredito que assim ele será feliz, sendo quem ele é: o incompetente.
.
E se ele decidir buscar conhecimento? Aqui serve o mesmo argumento: deixará de fazer aquilo que o identifica – a incompetência. Aí, morrerá.
.
.
P.S.: Aquele que ignora por exclusão cultural não é incompetente. Este, apenas não sabe. Incompetente é aquele que deliberadamente opta pela incompetência. É aquele que tem acesso ao conhecimento mas prefere permanecer como é: incompetente.
.
.

terça-feira, 18 de maio de 2010

DILMA SAI DE 2% PARA A LIDERANÇA.

.
.
.
Foto do portal www.dilmanaweb.com.br. Abaixo reportagem para, apenas, ficar registrado que o jornal publicou a notícia. Mas não porque seja de interesse do mesmo. Mas não tem jeito, ela já passou em duas pesquisas divulgadas nesse final de semana: Vox Populi (DILMA: 38%; SERRA: 35%) e CNT/Sensus.
.
.
CNT/SENSUS: COM 35,7%, DILMA APARECE À FRENTE SERRA
.
17 de maio de 2010
.
LEONARDO GOY - Agência Estado
.
Seguindo a mesma tendência apontada pela pesquisa Vox Populi no fim de semana, o levantamento do Instituto Sensus, encomendas pela Confederação Nacional do Transportes (CNT), também mostra hoje pela primeira vez a pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, numericamente à frente do pré-candidato do PSDB, José Serra, em uma lista induzida. No rol em que a CNT/Sensus apresenta pela primeira vez aos entrevistados todos os prováveis 11 candidatos, incluindo os de partidos pequenos, Dilma aparece com 35,7% da preferência, seguida de Serra com 33,2%.
.
Como a margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais, Dilma e Serra estão em situação de empate técnico. Segundo o diretor da Sensus, Ricardo Guedes, considerando o espaço para intersecção da margem de erro para dois pré-candidatos, Dilma e Serra, a probabilidade de empate é de 68%. Já a probabilidade de a petista estar efetivamente à frente do tucano é de 32%.
.
Em uma segunda lista induzida, apenas com os principais nomes, o ex-governador de São Paulo ainda mantém a liderança numérica com 37,8%, mas seguido muito de perto por Dilma, com 37%. Marina tem 8% das intenções de voto nesta lista com três nomes. Na lista mais ampla, com 11 pré-candidatos, a pré-candidata do Partido Verde (PV) também aparece na terceira posição, mas com 7,3%.
.
Marina antecede nesta lista ampliada os seguintes pré-candidatos: José Maria Eymael (PSDC), com 1,1%; Américo de Souza (PSL), com 1%; Mario de Oliveira (PTdoB), com 0,4%; Plínio de Arruda Sampaio (Psol), com 0,4%; Zé Maria (PSTU), com 0,4%; Rui Costa Pimenta (PCO), com 0,2%; Levy Fidelix (PRTB), com 0,1% e Oscar Silva (PHS), com 0,1%.
.
Fonte da postagem: www.estadao.com.br
.
.

O GRITO DOS PRIVILEGIADOS E O MURO DA MAIORIA.

.
.
.
Há alguns poucos que não gostam da ideologia do atual governo federal. E esbravejam contra ela. Mas o que não podem dizer é que são contra, realmente, à demanda do povo que dá a quase unanimidade em aprovação ao governo.
.
Se a demanda não fosse tão grande, se não houvesse tantos necessitados a ideologia posta em prática pelo governo não faria sentido para as pessoas e ele, governante, não teria sido eleito e reeleito, nem continuaria sendo aprovado.
.
É o velho problema de não querer encarar os 502 anos de ideologias voltadas para os privilégios dos ricos gerando milhões e milhões de despossuídos.
.
São poucos os que gritam contra o governo e essa gritaria parece numerosa, parece em grande volume. Mas a verdade é que esses poucos possuem os meios de propagar o mesmíssimo grito passando a impressão que são muitos.
.
Mas muito mesmo são aqueles que não têm voz e só podem expressam o que pensam nas pesquisas de avaliação do governo federal. E é aí que os que reclamam se exasperam.
.
Leia a postagem a seguir e entenda do que estou falando.
.
.

sábado, 15 de maio de 2010

OLHEM O PASSARINHO...

.
.
.
Ou seja: não a banalize. Se banalizar siga o conselho do Filósofo PAULO GHIRALDELLI JR: "desbanalize o banal". Não se vê no momento, em termos práticos, outro caminho para diminuirmos ao máximo essa desgraça humana, é o que penso.
.
.
Se algumas ações ditas "sociais" visam retirar, salvar crianças pobres dos riscos da marginalidade significa que a pobreza é o passo próximo para a violência. Se as "ações sociais" dizem que pretendem salvar o maior número possível de crianças porque tem como objetivo conter, ou diminuir, o grau de violência social atual, por que não promover "ações sociais" para diminuir aquilo que gera a violência social, que é a pobreza? Por que não atacar as causas?
.
Olha, dá a impressão que estão mais peocupados com a violência social que com a pobreza, senão agiriam nas causas e não nos efeitos dela, violência social.
.
Os condicionantes sociais, políticos, econômicos e culturais são a base a ser ataca nas suas deformidades exclusivistas. Enquanto as atenções, intenções e energias se voltarem para ações periféricas perde-se a oportunidade de se tomar uma atitude séria, correta e verdadeira sobre o problema.
.
Estamos imitando, como papagaios, as ações paliativas que ocorrem nos morros cariocas visando diminuir a violência da cidade em vista sempre de algumas festividades. Lá, a base da violência também é o tráfico de drogas. Então sobem os morros matam alguns bandidos e descem com os corpos para exibir para as lentes dos fotógrafos.
.
Lá nos morros não há plantações de drogas. Mas é o lugar onde mais se vende drogas. Por que não tomar atitudes para impedir que elas cheguem aos morros. Lá nos morros não ha fábricas de armas. Por que não impedi-las de chegar até lá?
.
Quando se fazem ações ditas "sociais" para tirar crianças da violência, na verdade espera-se que as lentes se voltem para as ações e mostrem que estão fazendo algo. Mas por que não fazer ações sociais educativas, esclarecedoras, profissionalizantes, econômicas, dignas, para promover esse homem que vive na miséria?
.
Demora demais? É muito complicado? Mas existe ações sociais verdadeiras que sejam automáticas, simples?
.
.

FEIÚRA PRÁTICA, VALE?

.
.
.
Minhocão da cidade de São Paulo (Foto: FERNANDO STANKUNS). "O 'minhocão' é uma construção que dividiu bairros, acabou com a vida de moradores, com o negócio de comerciantes e com a beleza de uma região central de São Paulo. Três quilômetros de escuridão e barulho por um único motivo: fazer o trânsito 'fluir'." (Blog Panóptico SP). Abaixo, mais um texto do Filósofo PAULO GHIRALDELLI JR. Mais diversão com seriedade.
.
.
ENFIM, OS SEM-MINHOCÃO!
.
Acabar com o minhocão, cujo nome e jeito podem ter a ver com símbolo fálico (paterno), vai deixar Kassab com mais essa pecha: o prefeito que investiu firme para, finalmente, resolver seu complexo de Édipo. Não importa, no resultado, Kassab está certo. Que venha o Movimento dos Sem-Minhocão.
.
Com o fim do minhocão começará o desmonte dos efeitos nocivos da Ditadura Militar sobre a arquitetura da cidade de São Paulo. O minhocão foi obra do prefeito e governador Paulo Maluf, representante da Ditadura Militar em São Paulo. O nome era tenebroso: Elevado Costa e Silva. Esse general nada teve de “elevado”, aliás, medíocre igual a todos os outros do ciclo de generais que, pela força, foram presidentes.
.
O monstrengo arquitetônico botou sua lombada em São Paulo estragando todo o centro, fazendo zonas inteiras de comércio e de residências se desvalorizarem e se perderem. Naquela época, mais que agora, as grandes obras eram a marca dos com menos legitimidade. Pouco direito de governar, então, maior a obra.
.
São Paulo sem o minhocão vai voltar a receber o sol e poderá revitalizar seu centro velho, o que de fato está na mira do prefeito atual. Isso, inclusive, ampliará a consciência da população pela recuperação e preservação da vida urbana central, o que já vem ocorrendo. Aliás, se voltarmos a morar nos centros das grandes cidades, o que é possível para uma boa parte da população que enfim, trabalha nesses centros, também o trânsito melhorará – essa tese já ficou provada no lápis, com contas e desenhos.
.
O exemplo de São Paulo, colocando abaixo a marca de Maluf na cidade, poderá ser um ganho arquitetônico e político para o Brasil todo. Que todas as cidades aprendam a não colocarem mais sobre si mesmas alguns dinossauros. Cada prefeito que queira ganhar superfaturando uma obra, que ao menos faça uma obra útil. Maluf queria ficar como o “rouba, mas faz”. Roubou, foi preso, resta agora destruir o que fez.
.
Daqui uns anos, derrubaremos também a Ponte Estaiada que, apesar de imponente, liga o nada ao lugar nenhum e foi construída com um dinheiro absurdamente alto, o preço que pagamos para o Serra adular a família que dirige a Folha de S. Paulo, colocando naquele outro monstrengo o nome “Frias”. Que frias! Mas já era campanha deste que, apesar não vir da Ditadura Militar e sim da oposição, aderiu a tudo que foi o mais profundo pensamento dos milicos.
.
Texto escrito por: PAULO GHIRALDELLI JR.
.
07/05/2010
.
.

JACARÉ PAULISTA? ARG! QUE NOJO.

.
.
.
O texto abaixo é do Filósofo paulista PAULO GHIRALDELLI JR. É divertido e sério.
.
.
NEM TODO JACARÉ URBANO É CARIOCA!
.
Em tempos de “direitos dos animais”, todo cuidado é pouco. Muitos dizem que os animais não sabem que eles possuem direitos e que somos nós que temos, então, de garantir os direitos deles e, mais ainda, lutar para que eles venham a ter outros direitos. Todavia, como podemos afirmar isso? Temos conversado com os animais o suficiente para saber se eles não sabem de seus direitos?
.
O Rio de Janeiro acordou hoje com
dois jacarés que resolveram exercer um direito que, se não é deles atualmente, é nosso. Trata-se do direito de “ir e vir”, um direito básico em um país livre. Um desses jacarés estava passeando em Santa Teresa, na rua. Outro na Barra, também na rua. O Rio de Janeiro continua lindo, mas com jacaré na rua.
.
Já vi macaco nas árvores do Rio, em regiões centrais. Mas, jacaré na rua, não tinha visto ainda. Em São Paulo, uma vez, um jacaré apareceu no meio dito civilizado, mas não saiu das imediações do Tietê. Nesse caso, o jacaré não estava exercendo um direito, ele estava realmente fazendo protesto ecológico ao tentar nadar no Tietê – era isso mesmo? Agora, no caso dos jacarés das ruas do Rio de Janeiro, não há nada a não ser, no caso de um, passeio, no caso de outro, um problema de “menor abandonado”. O jacaré da Barra era adulto e, tudo indica, estava indo às compras, no Barra Shopping. O jacaré de Santa Teresa era filhote, não sabia para onde ia e não conseguiu informar ninguém a respeito do paradeiro dos pais.
.
Em rio que tem piranha jacaré nada de costas, sabe-se bem disso. Ora, dizem que há piranha de classe média em Santa Teresa e piranha de luxo na Barra, mas nenhum dos dois jacarés estavam de costas. Aliás, não estavam nadando. Estavam, realmente, andando pelas ruas, ou melhor, pelas calçadas.
.
O jacaré carioca passeia, se diverte, expõe-se ao sol do Rio de Janeiro. Você não vê nada em um jacaré carioca que venha a criar celeumas. O jacaré paulista, naquela vez que apareceu, criou uma situação dúbia: para uns, chamava a atenção para a poluição do Tietê, para outros, ao contrário, mostrava que o Tietê não estava ainda tão poluído, já que tinha “até jacaré”. A segunda opção foi a aceita pelo governador do Estado e pelo prefeito de São Paulo, de modo bem rápido.
.
São Paulo é um lugar dúbio mesmo: sempre que seus jacarés aparecem, a gente não sabe muito bem o que eles realmente querem fazer. Eles mostram uma coisa, mas podem estar na praça para outra. O jacaré do Rio não faz isso. Se ele está passeando, ele está passeando e pronto. Ele é franco. Penso que nessas eleições presidenciais deveríamos evitar qualquer réptil paulista. Eles são répteis na pele de administradores. E olha que quem está avisando isso sou eu, paulistano. Mas moro no Rio.
.
Só para constar, mas com significado: o jacaré de São Paulo chamava
Teimoso e hoje se encontra no Zoológico, que é lugar correto de jacaré paulista ficar.
.
Escrito por: PAULO GHIRALDELLI JR.
.
06/05/2010
.
.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

MAHINDRA.

.
.
.
NOVA SUV 2010
.
O Maior espaço interno da categoria
.
A nova SUV 2010 agora está muito mais moderna com nova grade dianteira com acabamento cromado central, novos conjuntos de faróis, novo design dos parachoques, novo desenho do capô dianteiro com nova entrada de ar confere o aspecto de maior robustez e esportividade ao veículo, retrovisores com acionamento elétrico proporcionam maior conforto e acabamento.
.
Maior tecnologia embarcada com os novos itens de segurança do veículo como sensor de estacionamento, sistema de freios ABS e duplo AIR BAGS dianteiros. Bancos em couro ecologicamente corretos e capacidade real de 7 passageiros.
.
Os bancos dianteiros individuais têm apoios para braços, exclusivos, e regulagem milimétrica do encosto, mantendo a posição do motorista mais elevada e confortável com alta visibilidade. Sistema de áudio moderno com CD Player, MP3, entradas USB/SD card e iPod e comando de som no volante.
.
.
Nova Cabine Dupla 2010
.
Boa para o trabalho, melhor para o lazer. A nova Cabine Dupla 2010 agora está muito mais moderna com nova grade dianteira com acabamento cromado central, novos conjuntos de faróis, novo design dos parachoques, novo desenho do capô dianteiro com nova entrada de ar confere o aspecto de maior robustez e esportividade ao veículo, retrovisores com acionamento elétrico proporcionam maior conforto e acabamento e com a maior capacidade de carga da categoria.
.
Maior tecnologia embarcada com os novos itens de segurança do veículo como sistema de freios ABS e duplo AIR BAGS dianteiros. Bancos em tecido nobre muito mais moderno e arrojado, novos encostos de cabeça do banco traseiro.
.
Os bancos dianteiros individuais agora têm apoios para braços, exclusivos, e regulagem milimétrica do encosto, mantendo a posição do motorista mais elevada e confortável com alta visibilidade. Sistema de áudio moderno com CD Player, MP3, entradas USB/SD card e iPod e comando de som no volante.

.
.
Modelo Chassi 2010
.
Mais de uma tonelada de resistência, com a cabine simples Chassi Mahindra você ganha muito mais versatilidade, pois ela está pronta para receber o tipo de caçamba ( madeira , baú e aço ), que mais se encaixa no formato do seu negócio.
.
Maior potência da categoria (110cv), e desempenho, com o melhor custo x benefício da categoria. Mahindra Cabine Simples Chassi a única 4x4 de carga do mercado. Na cidade , no campo e em terrenos de difícil acesso a Mahindra Cabine Simples supera todas as concorrentes.
.
.
.
A Mahindra está entre as 200 maiores empresas do mundo, segundo a Revista Forbes.
.
É um grupo de 60 anos de história e 6 bilhões de dólares.
.
Na Índia, a Mahindra é líder na fabricação de veículos esportivos utilitários e seu modelo SUV ganhou três prêmios consecutivos de carro do ano. Tanto reconhecimento resultou num estudo de marketing em Harvard e a qualidade, força e resistência dos carros Mahindra começaram a trilhar novos caminhos.
.
No Brasil, a Mahindra já possui dezenas de concessionárias e clientes satisfeitos espalhados pelo país. Na Europa e nos Estados Unidos, o público tem se surpreendido com o custo-benefício dos utilitários espaçosos, econômicos e que enfrentam qualquer tipo de terreno. Inclusive o asfalto!
.
O sucesso dos carros não aconteceu por acaso. É consequencia de muita pesquisa e aplicação do know-how de outros setores em que o grupo Mahindra atua: Mahindra é o terceiro maior fabricante de tratores do mundo; produz aço para grandes navios e aplicações aeroespaciais, produz tecnologia e monta carros e supercaminhões em parceria com grandes empresas americanas e europeias; e ainda atua nas áreas financeira, de construção civil, construção pesada e hotelaria.
.
Devo ressaltar que meu cunhado, JENUEL NUNES, trabalha na Concessionária Rota SLZ que é sediada em São Luiz - MA (Av. dos Holandeses, 28 - Calhau 98 3233 6924) e Barreirinhas - MA (Rua Inácio Lins, 235 - Centro 98 3349 1149), e pertence a um irmão dele. Quem se interessar pelos veículos deve telefonar, conversar porque ele está disposto a trazer a Floriano um desses modelos para teste drive. Valeu, JENUEL?
.
.
Postagem com informações do sítio www.mahindra.com.br e Rota SLZ.
.
.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

LEMBRANÇAS.

.
.
.
AIRTON FEITOSA e CANTIDIANO BORBA DE FREITAS (maranhense de Colinas), nosso avô materno. Um dos melhores homens que conheci. Tanto pelos valores morais como pela postura sempre aberta a ajudar os outros. Infelizmente já falecido.
.
.
Nessas outras fotos vemos o Engenhiro Eletricista AIRTON FEITOSA fazendo estágio na Petrobras em agosto de 1985. Foi a partir daí que começou a carreira de sucesso dele que hoje é Gerente Regional da CHESF no Piauí.
.
.
.
.
.

FORUM ATENAS.

.
.
.
Recebi este emeio e agora divulgo para aqueles que tenham interesse sobre os temas: "Amigos da filosofia: segue nossa programação para os meses de maio a julho de 2010 com os mini-ciclos de debates e os convidados especiais ."
.
.

NAZARENO FONTELES FARÁ PALESTRA NO IFPI - FLORIANO.

.
.
.
Recebi emeio do C.A. de Matemática do IFPI-Floriano sobre palestra que o Mestre NAZARENO FONTELES fará no Instituto. Será imperdível. Leia mais informações abaixo:
.
.
A palestra está confirmada para o dia 13/05/2010, quinta-feira próxima, e será proferida pelo professor NAZARENO FONTELES, com o tema: A matemática Aplicada a Economia e a Política, terá inicio às 19h:30min horas e logo após haverá um coquetel para os convidados. O evento está sendo promovido pelo C.A. de Matemática e será realizado no auditório do IFPI - Floriano.
.
INFORMAÇÕES SOBRE O PALESTRANTE:
.
Formado em Medicina pela Universidade Federal do Piauí, instituição da qual é professor, tem especialização em Bioengenharia pela USP e mestrado em Matemática pela Universidade Federal do Ceará. Membro do Conselho Regional de Medicina do Piauí.
.
.

terça-feira, 11 de maio de 2010

HOMENAGEM À NOSSA MÃE.

.
.
.
Eu (fazendo minha concessão às convenções), minha mãe ELITA e AIRTON FEITOSA, autor da crônica abaixo em homenagem pela passagem dos dias das mães.
.
.
MARIA ELITA
.
Maria Elita! Mulher de talentos extraordinários que sempre usou uma arma já quase abandonada pela humanidade, o “amor”, e que sempre defendeu o recanto sagrado do nosso lar. Hoje, você esperou, com certeza, um sorriso de alegria, um abraço de agradecimento dos filhos pelas fadigas e, também, pelas lágrimas.
.
Mãe amada, esquecida, ranzinza, ontem jovem-menina, hoje senhora, olhar perdido, sem tempo para recordar. Esta é a mulher, a quem rendemos graças. De aparência frágil, olhar já cansado, mãos enrugadas pelo tempo e fadigadas pelo trabalho. Com um sorriso nos lábios, coração dolorido de saudade. Curvada às vezes pelo cansaço, causado por aqueles ainda por demais endurecidos, mesmo assim encontra forças para defendê-los.
.
Maria Elita! A você que é frágil, forte, nervosa, calma, não importa para nós. És, portanto, apenas a MÃE amada a quem hoje reverenciamos.
.
Airton Freitas Feitosa
.
Teresina, PI, 09/05/2010
.
.